segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Tardes Ensolaradas


Tardes ensolaradas tornam-se cada vez mais frias
Como palavras escravizadas pelo silêncio
Como sentimentos (...).
Palavras presas em um tempo de tristeza
Irmão! Seria isso justo?
Palavras ainda buscam lugar no espaço
Corações gélidos
Singelas são as lágrimas
Vozes nas sombras
Grito rouco na escuridão...
Estou aqui irmão!

CrazyAngel

3 comentários:

Mr. Zahta disse...

Olá. Obrigado pela visita! Que bom que está gostando da história. Feliz ano novo para você também. Gostei deste blog. Só conhecia o outro...

Max disse...

Olá Angel (posso-te chamar assim?)!

Que poema profundo!

"Como palavras escravizadas pelo silêncio" - que antítese fantástica...isto fez-me lembrar a censura (não só política, como também a que nos impomos a nós mesmos...a censura voluntária)!

"Palavras ainda buscam lugar no espaço" - isto fez-me pensar em todos os novos bloggers que estão à procura do seu público!

Muito bom! Tentei procurar o tom deste poema, mas confesso não ter conseguido bem...será tristeza, desapontamento...solidariedade?
Excelente escolha de imagem! Adoro esta obra!

Beijos

Dj F.A.T. disse...

Oiê.
Você foi indicada num meme pelo parceiro 100 Nexo...espero que participe.
Beijos.

http://blog100nexo.com