sábado, 23 de julho de 2011

Anos 80: Pop & Rock - Nacional




Engenheiros do Hawaii – A Revolta dos Dândis

Álbum de 1987 da banda formado por Humberto Gessinger, Augusto Licks e Carlos Maltz, a banda que veio de Porto Alegre trouxe músicas como Infinita highway, Terra de gigantes, e Além dos outdoors, Filmes de Guerra, Canções de amor e Guardas da fronteira. Este álbum é repleto com vários clássicos e foi muito bem concebido tornando-o um dos maiores sucessos da carreira da banda.




Blitz – As Aventuras da Blitz

Lançado em 1982, com um toque de humor e ironia apresentado pela banda, o álbum trouxe os hits: De manhã (Aventuras submarinas), Vai, vai Love e Mais uma de amor (Geme geme) e Você não soube me amar. A banda chegou a ter duas músicas censuradas “Ela quer morar comigo na lua” e Cruel, cruel esquizofrenético blues. Formada por Evandro Mesquita, Billy Forghieri, Márcia Bulcão, Fernanda Abreu, Ricardo Barreto, Antonio Pedro e Lobão, eles deixaram sua marca no Pop/Rock nacional.






Paralamas do Sucesso – Selvagem

O segundo álbum da banda, lançado em 1986, com hits como Alagados, Melo do marinheiro, A novidade e Você. A formação é de Herbert Vianna, Bi Ribeiro e João Barone, a banda com um quarto “paralama”, o tecladista João “Fera” Gonçalves. Com isso a banda sentiu necessidade de agregar novos músicos para assim expandir o espectro sonoro.






Kid Abelha e os Abóboras Selvagens – Seu Espião

Primeiro álbum da banda lançado em 1984, que traz grande sucessos, como Fixação, Nada tanto assim, Alice (Não me escreva aquela carta de amor), Pintura íntima, Por que não eu? e Como eu quero. Um álbum que trazia a formação clássica do Kid Abelha: Paula, Leoni, George e Bruno Fortunato.





Ultraje a Rigor – Nós Vamos Invadir a Sua Praia.

Foi o primeiro álbum da banda formada por Roger, Carlo Bartolini, Mauricio Defendi, Leonardo Galasso (Leôspa). Lançado em 1985, com suas letras irreverentes, várias tiveram o sucesso garantido, como Ciúme, Zoraide, Independente Futebol Clube, Eu me amo, Marylou, Inútil, Rebelde sem causa.






RPM - Revoluções Por Minuto

Lançado em 1985, tiveram como sucesso a emblemática Rádio pirata, Olhar 43, A Cruz e a espada, Louras geladas. Apesar da capa do álbum mostrar só o trio Paulo Ricardo, Schiavon e Deluqui, a banda já contava com um quarto integrante. Formação: Paulo Ricardo, Luiz Schiavon, Fernando Deluqui e Paulo P. a. Pagni.






Plebe Rude – Concreto Já Rachou

O primeiro álbum de mais uma banda importante do cenário de Rock de Brasília, lançado em 1985 com apenas sete músicas: “Até quando esperar”, “Proteção”, Johnny vai à guerra (Outra vez), Minha renda, Sexo e Karatê, Seu jogo e Brasília, tornando mais um álbum clássico do Rock brasileiro. Integrantes: Philippe Seabra, Jander Bilaphra, André X e Gutje.






Camisa de Vênus – Viva (Ao vivo)

Foi o terceiro álbum da banda. Lançado em 1986, é considerado como o disco ao vivo mais importante da musica nacional que trouxe os sucessos da banda sem remixagem de estúdio, ou seja era tudo igualzinho da apresentação ao vivo. Músicas: Eu não matei Joana D’arc, My Way, Bete morreu e Silvia estão presente. Formação: Marcelo Nova, Karl Hummel, Gustavo Mullem, Rogério Santana e Aldo Machado.






Ira! - Vivendo e Não Aprendendo

Um álbum lançado em 1988, que veio a ter várias faixas de grandes sucessos, como Envelheço na cidade, Dias de luta, Flores em você, Gritos na multidão e a polêmica Pobre paulista. Formação da banda: Edgard Scandurra, Nasi, Ricardo Gaspa e André Jung.





Capital Inicial – Capital Inicial

Álbum de estréia da banda formada por , lançado em 1986, que contem algumas canções como Leve desespero, Psicopata e também Fátima, Veraneio Vascaína (censurada na época), Musica urbana que são canções do tempo do Aborto Elétrico. Formada por Dinho Ouro Preto, os irmãos Fê e Flávio Lemos e Loro Jones.





Titãs – Cabeça de Dinossauro

Terceiro álbum produzido por Liminha, Peninha e Vítor Farias, lançado em 1986, com músicas como Igreja, Polícia, Bichos escrotos, Família, Homem primata, O Quê, mostrando uma sonoridade mais pesada do que os álbuns anteriores. Este álbum alavancou de vez a carreira dos Titãs sendo sucesso de vendas, prêmios e críticas. Formação: Arnaldo Antunes, Branco Mello, Paulo Miklos, Nando Reis, Marcelo Fromer, Sérgio Brito, Toni Bellotto e Charles Gavin.





Legião Urbana – Dois

Foi o segundo álbum da banda formada por Renato Russo, Dado Villa-Lobos, Renato Rocha e Marcelo Bonfá. Lançado em 1986, com sucessos como Tempo perdido, Quase sem querer, Eduardo e Mônica, Índios, foi considerado por muitos o álbum mais romântico e vendeu mais de 1,2 milhão de cópias.





Barão Vermelho – Maior Abandonado

Terceiro álbum lançado em 1984, com músicas como Maior abandonado, Por que a gente é assim?, Bete balanço, o álbum consolidou a imagem do rock brasileiro na mídia e é considerado o melhor álbum da banda, tanto pela crítica especializada como pelo público. Foi o último álbum com a formação original, com Cazuza nos vocais, Roberto Frejat na guitarra, Dé Palmeira no baixo, Maurício Barros nos teclados e Guto Goffi na bateria.


Fonte: BRock - O Rock Brasileiro dos Anos 80 - Arthur Dapieve.

Texto escrito e pequisado por A.Darks

Por HCA®™

3 comentários:

Preguiça alheia disse...

Epoca boa ne?! ..rs..

Meio Óbvio disse...

Êita, estes tipos de posts só causam mais saudades daquela época boa. Amo Legião Urbana e RPM. Maravilha de post...lembrei de muita coisa boa que já vivi naquela época! Obrigada.

Max Coutinho disse...

Angel,

Da lista só conheço os Paralama do sucesso (e mesmo assim não muito), os Ultraje a Rigor (que conheço muito bem e AMO!!! A minha favourita é A Festa, mas também adoro as que mencionaste...Ciúme é fantástica), Camisa de Vénus (aqui em Portugal tinham muito sucesso), os Titãs, Legião Urbana (muito bom) e Barão Vermelho (Roberto Frejat tem uma super voz e claro...Cazuza).

Obrigada querida, por esta viagem ao passado (quando a alma humana ainda conseguia encontrar amor e positivismo no meio de uma época conturbada)!

Beijos