sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

A Cidade Desaparecida


Há mais ou menos 30 milhões de anos, onde é hoje o Oriente Médio, houve um grande terremoto. Esse terremoto criou enormes paredes de pedra ao leste do rio Jordão. Essas montanhas de pedra foram esculpidas pelo tempo e são as barreiras naturais entre as terras férteis da Palestina e os grandes desertos da Arábia. Por 2000 anos essas montanhas guardaram um segredo. Em 1812, um jovem historiador suíço fez uma descoberta surpreendente. Viajando ao sul da Palestina, Johan Burckhardt soube de uma cidade há muito esquecida. Entusiasmado com o que ouviu dos beduínos, resolveu adiar sua ida à África e partir em busca dessa tal cidade. Seus guias levaram-no ao sinuoso desfiladeiro que de tão estreito, a luz do sol quase não entrava. De repente as montanhas se fecharam e a luz do sol desapareceu. Na escuridão o segredo há muito escondido, fora revelado...


Petra, a Cidade Desaparecida

Petra fora há muito tempo um reino cobiçado. Os Nabateus eram os habitantes de Petra. Um povo nômade proveniente do Norte da Arábia. Dominaram durante muito tempo as rotas comerciais entre o Oriente e o Ocidente. Após a morte de Alexandre, o Grande; a cidade fora anexada ao Império Macedónio. Petra foi desejada por muitos Impérios: Roma e Egito.
Nos primeiros anos do século XII, os cruzados apoderaram-se da cidade, querendo retomar o antigo sonho de riqueza e poder dos antigos Nabateus. Depois desses homens Petra ficaria esquecida até o começo do século XIX.


Segredos no Deserto

Eu sou suspeita para falar de tão grandioso tesouro. Confesso aqui que eu daria minha vida por uma descoberta como a do jovem Burckhardt. Para quem não se lembra, o filme Indiana Jones e a Última Cruzada mostra Petra. Parece que eu estou vendo o filme agora, vendo o Indiana Jones procurando no velho mapa a cidade de Petra, citada no filme como sendo a cidade onde está guardado o Santo Graal. Eu também nem preciso dizer que isso mexe com a imaginação de qualquer um. Uma cidade perdida, um tesouro de poderes incríveis... Seria o sonho de qualquer historiador. Por falar em Santo Graal, lendas de tribos do deserto contam sobre um poderoso rei que teria escondido em um dos inúmeros monumentos de Petra, um tesouro de muito valor. Seria o Graal ? Não sei! Petra é uma cidade misteriosa, esculpida nas montanhas pela mão humana. Fazem mais de 200 anos que Johan Burckhardt encontrou a cidade, e até hoje os arqueólogos ficam surpresos com tanta beleza. E não poderia ser diferente. Os Nabateus transformaram as montanhas em belos edifícios e cavernas em enormes túmulos reais. A maravilhosa arquitetura de Petra é hoje comparada com as mais antigas construções do Período Clássico. Petra possuí monumentos de quase 45 metros de altura, esculpidos nas paredes rochosas. Um dos mais belos e grandiosos edifícios da cidade é o Ed Deir, o maior monumento rupestre de Petra, mede 43 m de altura por 46 m de largura. Ed Deir é a mais bela manifestação da suprema arte nabateia. Além desse maravilhoso edifício, ao sair do escuro desfiladeiro, que leva a cidade, surge no meio da escuridão o colorido e magnífico Khazneh Firaun, datando do século II da nossa era. Essa jóia da arquitetura não era um templo, como pensavam os primeiros exploradores, mas sim um monumento funerário. Ainda há muito que se descobrir em Petra. Grandes monumentos, lendas e mistérios. Mistérios escondidos no deserto.


Composição por mim escrita em 2002 baseada em informações de um documentário do canal A&E Mundo, para a extinta Revista Virtual Vetado! Infelizmente já me deparei com cópias modificadas desse meu texto em alguns blogs sem ter os devidos créditos citados, mas não poderia deixar de postá-lo aqui conforme o prometido - CrazyAnge£

3 comentários:

OCP disse...

Excelente artigo, garota. :)

Estou gostando de ver o rumo que vc está dando ao seu blog postando este tipo de artigo sempre interessante e bem informativo conseguindo ao mesmo tempo divertir o leitor. ;)

Abraço. :)

Mr. Zahta disse...

Encantadora! Mágica! Surreal! São alguns adjetvos que encontrei para Petra. Realmente, parece bem mais algo que saiu de filmes e livros do que da realidade. Mas ainda bem que é algo real!

Petra tem um ar de eternidade, uma beleza diferente da encontrada na região e datada da mesma época. Algo como uma "Atlântida" no meio do deserto, no meio das montanhas.

Ótimo post!

Luisa L. disse...

Muito bom o teu artigo!
Não conhecia a história tão detalhada. Adorei.

Abraços
Luísa