quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Halloween

O Halloween tem sua origem em tradições dos antigos povos que habitavam a Gália e as ilhas da Grã-Bretanha entre os anos de 600 a.C e 800 d.C. Os celtas realizavam um festival chamado Samhain, que era celebrado entre os dias 30 de outubro e 2 de novembro marcando o final do verão no hemisfério norte, simbolizando o fim da colheita e o inicio de um período com dias frios, sem sol e de muita escuridão, o inverno. Para os celtas, o fim do verão marcava o ano novo e era uma data sagrada, pois durante tal período, eles acreditavam que o “portal” entre o mundo material, o mundo dos mortos, considerados para eles, ancestrais e o mundo dos deuses, mundo divino, estariam abertos e conectados. O Samhain era comemorado com alegria e homenagens aos ancestrais e aos deuses. Para os celtas, os deuses também eram seus ancestrais, os primeiros de toda árvore genealógica.
No calendário celta o dia 31 de outubro é um dos quatro principais dias de descanso dos celtas, os quatro dias de "meio trimestre". O primeiro, dia 1° de fevereiro, conhecido como "Dia da Marmota", honrava a Brigite, a Mãe-Deusa protetora da mulher e do nascimento das crianças e da cura; O segundo, um feriado comemorado em 1° de maio chamado Beltane, era entre os celtas, o tempo de plantar. Neste dia os druidas executavam ritos mágicos para incentivar a fecundação da terra e o crescimento das plantações. O terceiro, uma festa de colheita em agosto, Lammas que era comemorado no dia 1° de agosto em honra ao deus sol, a divindade brilhante, Lugh. Esses três primeiros dias marcavam a passagem das estações, o tempo de plantar e o tempo de ceifar, bem como o tempo da morte e da ressurreição da terra. O último, Samhain, como já citado, marcava a entrada do inverno.
Os druidas eram sacerdotes, membros da mais elevada estirpe celta, executavam rituais em que um caldeirão simbolizava a abundância da deusa. Para eles este era tempo de "estado intermediário", uma temporada sagrada de superstição e de conjurações de espírito.
O Samhain que teria de fato dado origem ao Halloween, por ser uma festa pagã, vale ressaltar aqui que pagã na verdade quer dizer,“homem da terra”, “camponês”, “aldeão”, “rústico”; foi condenada na Europa durante a Idade Média, quando passou a ser chamada de Dia das Bruxas. Aqueles que comemoravam esta data eram perseguidos e condenados à fogueira pela Inquisição. Com o objetivo de diminuir as influências pagãs na Europa Medieval, a Igreja cristianizou a festa, criando o Dia de Finados em 2 de novembro. Com a conversão da maioria dos antigos povos europeus ao cristianismo, foi-se estabelecendo a partir dos séculos IV e V o calendário litúrgico católico, surgindo as celebrações do Dia de Todos os Santos, acabando com as referências às entidades pagãs e derrubando a popularidade da sua mitologia em favor da presença dos santos católicos. A Igreja Católica celebrava originalmente o "Dia de Todos os Santos" no mês de maio e não no dia 1° de novembro como é feito atualmente. O Papa Gregório III, em 835, tentando apaziguar a situação nos territórios pagãos recém conquistados pela Igreja Católica e pelo Império Romano no noroeste da Europa, permitiu que os pagãos combinassem o antigo ritual do "Dia de Samhain" com celebrações e rituais católicos. O Panteão, templo edificado para adoração de vários de deuses, foi transformado em igreja e os cristãos celebravam ali o Dia dos Santos Falecidos no dia posterior ao que os pagãos celebravam o dia de seu Senhor dos Mortos.
A Igreja designou o dia 1º de novembro para honrar todos os santos (All Saints or All Hallows). A noite anterior ao Dia de Todos os Santos (All Saints Day) era chamado Noite de Todos os Santos (All Hallows Even). A expressão Noite de Todos os Santos (All Hallows Even) foi abreviada para Halloween.
Já os esotéricos têm outra versão para o Hallowenn que começa pela origem da palavra Halloween que se originaria das Hallowinas, assim chamadas as guardiãs femininas do Saber Oculto das Terras do Norte , onde havia uma predominância do domínio feminino, no que tangia ao conhecimento do Oculto.

2 comentários:

Anja disse...

Olá my Angel! Celtas, Halloween... isso tudo me inspira. Eu me lembro das noites góticas, onde eu saía para comemorar. Muito bom o texto!!!

Beijos e Happy Halloween.

Anja

Dj F.A.T. disse...

Oi Angel.
Muito interessante o texto.
Muito completo.
Como a Anja disse acima, se referindo às noites góticas, me lembrei do Madame Satã. ;)
Lugar muito bom.
Beijosssss